quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Altos Las Hormigas Malbec 2007

Apesar de as mulheres preferirem vinhos macios, fáceis, com pouca acidez e taninos, no lugar de vinhos muito encorpados, vou sugerir exatamente o contrário.

17420_g Trata-se do incrivelmente consagrado Altos Las Hormigas Malbec 2007, que costumo qualificar como um autêntico malbec, que apesar de possuir características tão marcantes desta uva como ótima acidez, fim de boca persistente, traz consigo taninos equilibrados capazes de contentar e conquistar inclusive as meninas, que são as maiores críticas mordazes deste tipo de uva. Apesar ainda dizerem as pesquisas que as papilas gustativas femininas reagem de modo diferente das masculinas, o que não é preciso ser nenhum cientista para fazer tal afirmação, asseguro com toda a minha certeza que vale abandonar certos preconceitos e testar estes novos estímulos dos vinhos mais masculinos.

E o meu convite é para as meninas: Façam essa exceção! Talvez a primeira de muitas visto que, com certeza, abandonaremos essa impressão errônea para desbravarmos novos sabores a 'la che guevara', como é o caso deste tinto: Potente, sem perder a elegância jamás.

Seja no churrasco ou no aperitivo, é companhia ideal para as carnes vermelhas, para as azeitonas chilenas azapa e para bons nacos de parmesão, uma vez que revela um grande potencial para harmonizações.

Bom, se é certo que a primeira vez a gente nunca esquece, sem dúvida será deste delicioso malbec que haverão lembrar.

Apenas uma ressalva: Se for o primeiro vinho da noite vai pegar gente desprevenida; melhor servi-lo com paladar já embebido em vinho, após outro tinto mais suave.

  • Produtor: Altos Las Hormigas
  • País: Argentina
  • Região: Mendoza
  • Graduação Alcoólica 14,6%
  • Safra: 2007
  • Tipo: Tinto
  • Preço: 37,41

Luiz de Mello

13 comentários:

Flávia disse...

Ok, ok ... dá pra colocar um glossário no final do post para os leigos? hahaha. Bom, o que são taninos? Quero provar esse ...

Walter Porciuncula Jr disse...

Taninos são componentes obtidos da casca da uva, por isto só ocorrem nos vinhos tintos que dão ao vinho aromas complexos, estrutura, textura, boca plena e persistência...

Uma explicação mais completa em:

http://www.vinhoepoesia.com.br/default.asp?CodMenu=4&CodSubmenu=54

Flávia disse...

Pra "jogar no google" eu também tenho capacidade rsrsrs

Luiz de Mello disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luiz de Mello disse...

hahaha... frá, basicamente, o tanino, por ser adstringente, dependendo da sua qualidade pode até amarrar a boca. Se o tantino é suave e de boa qualidade, diz-se elegante. Se fica "pegando" dizemos que são taninos verdes. Se é mais forte e vigorosa essa sensação dizemos potente e aí vai. Esse vinho apesar de potente é muito elegante. HAHAHA Entendeu? Confundiu tudo agora? VAMOS A PROBAR!! rsrs

Walter Porciuncula Jr disse...

Não é do google nao sua chata! Mas pode deixar, da proxima vez, deixo quem entende responder...

Flávia disse...

Desculpa a má criação Walter!!!! rsrsrs Não me contive ....

Rodrigo - Foco disse...

Opa, parem e brigar e vamos provar esse vinho aí!!!

raks1974 disse...

Não provei este vinho, Luiz, mas sei que minhas papilas gustativas são masculinas. Certeza que vou gostar, só pela descrição!
Valeu a dica!
beijo.

Flávia disse...

Só faltava essa Foca ... rsrsrs Vc é "sensacional"! Papilas gustativas masculinas?!

Luiz de Mello disse...

boa raks! rsrs
mas, e aí? quando vc passa aqui pegar sua caixinha de borbulhas rosadas? beijo,

Walter Porciuncula Jr disse...

Eh.. Luiz.. precisamos ver isso e precisamos depositar para voce!

Abraços

Luiz de Mello disse...

ok. te mando um e-mail com os dados. um abraço, Luiz